Nos casos de doenças simples não há muitos problemas, mas quando hánecessidade de fazer um acompanhamento, no caso de doenças que exigem exames ou quando há necessidade de orientações específicas, a comunicação é extremamente importante. Em caso de doenças complicadas, é indicado que venham acompanhados de intérpretes ou façam a consulta no sábado de manhã.

No caso de virem a consultar-se em caráter de emergência, etc, o acompanhamento de um intérprete que não tem compreensão suficiente poderá resultar em uma compreensão errada, facilitando um diagnóstico incorreto. Ainda, poderá acarretar em desentendimento por não passar corretamente o parecer do médico. No caso de paciente que não compreendem a língua, é permitido que use o celular na consulta para ligar para alguém que entenda o idioma para fazer a tradução.


Sobre o seguro
  Quando o paciente não é inscrito em algum seguro de saúde, a consulta fica bastante cara. No horário noturno, a consulta em si já é bastante onerosa. É aconselhável que a medida do possível consultem-se dentro do horário regular de atendimento.

A princípio, os custos de parto ou aborto provocado não são cobertos pelo seguro. Mesmo que o paciente esteja inscrito no seguro, não há alteração nos custos.

 Porém, para quem possui o seguro (por um tempo além do estipulado), é pago pelo governo o valor de 350 mil ienes após o parto. No caso de abortos naturais, o seguro poderá ser utilizado. Ainda, em caso de alguma doença durante a gravidez, o seguro poderá ser utilizado no tratamento desta doença.

 No caso de cesáreas, o custo fica extremamente elevado caso nâo esteja incrito no seguro. Caso estejam inscritos no seguro, o custo da cesárea não muda muito do custo do parto normal.

 É possível também fazer parto sem dor, mas os custos não sao cobertos pelo seguro.

Período de internação.
  No Brasil é possível voltar para casa depois de aproximadamente um dia após o parto. Nesta clínica é possivel voltar para casa antecipadamente caso paciente desejar, mas aconselhamos que voltem por volta do 4o. ou 5o. dia após o parto.

  Pelo fato de haver facilidade de ocorrência de icterícia nos recém-nascidos orientais, há a necessidade de realizar exame após o nascimento. Aqui no Japão não são realizadas visitas de enfermeiras ou assistentes sociais para fazer a medição do peso e exame de icterícia e portanto, caso voltem para casa muito cedo, haverá a necessidade de trazer o recém-nascido todos os dias.

 No caso de cesáreas, procuramos permitir que voltem para casa com antecedência, à medida do possível. Caso a paciente desejar, poderá voltar de 4 a 5 dias após a cirugia, dependendo da recuperação.


Próxima Pagina


Volte ao topo


Home